DIFUSÃO

Agosto, mês do Patrimônio Cultural.

EXTREMA CUIDA DO SEU PATRIMÔNIO.
Clique aqui.

Apresentar todas as informações aos nossos futuros cidadãos é o meio mais seguro de mantermos o nosso passado, nossos costumes, nossa cultura. Pensando nisso é que uma escola particular de Extrema solicitou uma palestra de Educação Patrimonial ao Setor do Patrimônio Cultural da Secretaria de Cultura da Prefeitura Municipal de Extrema. Alunos da 2º série puderam apreciar a rotina de palestras já praticadas nas escolas públicas de Extrema. A atividade envolve aulas práticas, promoção e divulgação dos patrimônios culturais no município. A importância de se investir neste tipo de educação está no fato de que quanto mais cedo praticarmos a consciência de conservação dos patrimônios culturais, mais reduzidos serão os riscos de desestabilização, perda e descaracterização dos mesmos. Conselheiro do COMPACE (Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural de Extrema), Marcos Anthero, reforça a ideia de reconhecer e conservar o bem patrimonial. “Expor procedimentos para a preservação, manutenção e restauração dos nossos patrimônios culturais cria uma mentalidade de importância em nossas crianças. Ou seja, conhecer para preservar e atuar. A alfabetização cultural começa no berço”.
Escola particular de Extrema solicita palestra sobre Patrimônio Cultural

Apresentar todas as informações aos nossos futuros cidadãos é o meio mais seguro de mantermos o nosso passado, nossos costumes, nossa cultura. Pensando nisso é que uma escola particular de Extrema solicitou uma palestra de Educação Patrimonial ao Setor do Patrimônio Cultural da Secretaria de Cultura da Prefeitura Municipal de Extrema.

Alunos da 2º série puderam apreciar a rotina de palestras já praticadas nas escolas públicas de Extrema. A atividade envolve aulas práticas, promoção e divulgação dos patrimônios culturais no município.

            A importância de se investir neste tipo de educação está no fato de que quanto mais cedo praticarmos a consciência de conservação dos patrimônios culturais, mais reduzidos serão os riscos de desestabilização, perda e descaracterização dos mesmos.

            Conselheiro do COMPACE (Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural de Extrema), Marcos Anthero, reforça a ideia de reconhecer e conservar o bem patrimonial. “Expor procedimentos para a preservação, manutenção e restauração dos nossos patrimônios culturais cria uma mentalidade de importância em nossas crianças. Ou seja, conhecer para preservar e atuar. A alfabetização cultural começa no berço”.

10 ANOS DE EDUCAÇÃO PATRIMONIAL EM EXTREMA

EXTREMA CUIDA DO SEU PATRIMÔNIO CULTURAL

(clique para abrir o documento)

(clique para abrir o documento)

FOLHETO PARTE 01

FOLHETO PARTE 02


FOLHETO PARTE 01


PARTE 02 -FOLDER


FOLHETO PARTE 01


FOLHETO PARTE 02