Secretaria de Saúde

Campanha visa imunizar população com doses da vacina contra sarampo e febre amarela

25/07/2019

No dia 3 agosto será realizado uma mobilização na Sala de Imunização de Extrema, na Rua Presidente Kennedy, 355 – Centro (antigo pronto socorro), das 8h às 17h, a fim de atualizar cartão de vacinação dos munícipes com dose de tríplice viral (contra sarampo, caxumba, rubéola) e Febre Amarela. A campanha é destinada a toda população.

A imunização faz parte das vacinas de rotina e, portanto, estão disponíveis para aplicação, basta a pessoa procurar a Sala de Imunização de segunda à sexta, entre 7h30 às 16h45 com atendimento até 19h as quartas-feiras; ou a sala de vacina no ESF Ponte Nova, na Rua Alameda Madri, 45 – Bairro Ponte Nova, de segunda à sexta, entre 8h às 17h, sendo que às segundas-feiras o atendimento vai até 19h.

QUEM DEVE SE VACINAR?

A vacinação com a TRÍPLICE VIRAL (SARAMPO, CAXUMBA E RUBÉOLA) se inicia com 1 ano de idade e vai até 49 anos.

Normalmente, no setor público a primeira dose é dada aos 12 meses de vida, com a versão tríplice viral, e a segunda, aos 15 meses, com a tetra viral. Pessoas de cinco a 29 anos não vacinadas ou que estejam com esquema incompleto devem receber a vacina tríplice viral.

Já para aqueles entre 30 e 49 anos, o Ministério da Saúde disponibiliza uma dose única. Caso a pessoa acima de 49 anos não tenha recebido a vacina ou queira tomar a dose, não há contra indicações, basta ir a Sala de Imunização e atualizar a caderneta de vacinação.

A injeção é contraindicada apenas para gestantes, pessoas com imunidade baixa – causada por alguma doença ou medicação –, crianças expostas ou infectadas pelo vírus HIV e pacientes com história de crise alérgica grave após aplicação de dose anterior.

Já a vacinação contra a FEBRE AMARELA se inicia com 9 meses e vai até 59 anos, sendo contraindicada a pessoas com imunossupressão secundária à doença ou terapias; Imunossupressoras (quimioterapia, radioterapia, corticoides em doses elevadas); Pacientes em uso de medicações anti-metabólicas ou medicamentos modificadores do curso da doença; Transplantados e pacientes com doença oncológica em quimioterapia; Pessoas que apresentaram reação de hipersensibilidade grave ou doença neurológica após dose prévia da vacina; Pessoas com reação alérgica grave ao ovo e pacientes com história pregressa de doença do timo (miastenia gravis, timoma).

Devem tomar a vacina contra Febre amarela mas com restrições: pessoas acima de 60 anos, gestantes (em qualquer período gestacional) e mulheres amamentando só deverão ser vacinados se residirem em local próximo onde ocorreu a confirmação de circulação do vírus ou forem se deslocar para áreas com transmissão ativa da febre amarela e que não tiverem alguma contra indicação para receber a vacina; e pessoa vivendo com HIV/AIDS desde que não apresentem imunodeficiência grave.

AÇÃO ATIVA EM EXTREMA

Como parte da ação, será feito também busca ativa pelas Estratégias Saúde da Família nas escolas e creches com intuito de verificar as cadernetas vacinais e a falta da tríplice viral e demais vacinas em atraso. Se houver ausência da imunização, estes serão orientados a comparecer a sala de vacina para aplicação das doses necessárias.

Já para a campanha ser efetivada nas empresas, é necessário que os interessados entrem em contato com vigilância epidemiológica para agendamento de datas através do e-mail: epidemiologia@extrema.mg.gov.br

Saiba mais sobre a doença! Clique aqui.