Secretaria de Saúde

381 mamografias foram realizadas durante a Campanha Outubro Rosa em Extrema

05/11/2019

Durante o mês de outubro, as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Extrema realizaram diversas ações no município através da campanha Outubro Rosa a fim de conscientizar todas as mulheres a respeito de prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, aumentando as chances de cura e reduzindo a mortalidade.

Com o movimento, foram solicitadas 340 mamografias em mulheres dos 40 a 49 anos e 41 mamografias dentro faixa etária de 50 a 69 anos, sendo que apenas esse último grupo condiz com a idade obrigatória para rastreamento determinado no Sistema Único de Saúde (SUS). Por isso é importante que as mulheres, independente da idade, estejam sempre atentas ao próprio corpo e, diante de qualquer sintoma ou suspeita, procurem a unidade de saúde mais próxima da sua casa. Outro fator de prevenção que toda mulher deve adotar é a consulta médica de rotina, de preferência com médico ginecologista, que solicitará diversos exames voltados para a saúde feminina.  

Por determinação do INCA e Ministério da Saúde, a campanha Outubro Rosa 2019 reforçou três pilares estratégicos no controle da doença: prevenção primária, detecção precoce e mamografia. Em Extrema, além dos atendimentos e exames clínicos nas unidades de saúde, foram realizadas diversas ações, tendo como principal as palestras de orientação, prevenção, sinais e sintomas, diagnóstico e tratamento do câncer de mama.

Para intensificar a campanha no município, o PSF Morbidelli fez mobilização social com distribuição de panfletos, leques, laços rosa, orientação com auxílio da “mama amiga”e aferição da pressão arterial, além a apresentação dos alunos da atividade física, que coreografaram a música “Show das Poderosas”.

As demais atividades envolveram dinâmica, consultoria em beleza, atividades físicas, sorteio de brindes doados pelos comerciantes e palestras sobre alimentação saudável como forma de evitar o câncer. Em alguns eventos foi apresentado o projeto Mulheres Valentes, como também, foi realizado o mutirão de Papanicolau. Todas as atividades tiveram acompanhamento dos Agentes Comunitário de Saúde (ACS), médicos e assistente social.

Veja quais são as dúvidas mais comuns sobre o Câncer de Mama, clique aqui.