Secretaria de Saúde

Sobe o número de casos de Sarampo no Brasil: Extrema intensificará vacinação nos dias 24 e 25 de agosto

19/08/2019

Diante do surto de sarampo que vem aumentando pelo Brasil, Extrema intensificará vacinação com doses de tríplice viral (contra sarampo, caxumba, rubéola) e Febre Amarela, convocando toda a população que ainda não se vacinou contra a doença. A imunização acontecerá no dias:

  • 24 de agosto (sábado), das 8h às 17h na Sala de Imunização, na Rua Presidente Kennedy, 355 – Centro (antigo pronto socorro);
  • 25 de agosto (domingo), das 8h às 15h, na Rodoviária Municipal.

A imunização faz parte das vacinas de rotina e, portanto, estão disponíveis para aplicação, basta a pessoa procurar a Sala de Imunização de segunda à sexta, entre 7h30 às 16h45 com atendimento até 19h as quartas-feiras; ou a sala de vacina no ESF Ponte Nova, na Rua Alameda Madri, 45 – Bairro Ponte Nova, de segunda à sexta, entre 8h às 17h, sendo que às segundas-feiras o atendimento vai até 19h.

QUEM DEVE SE VACINAR?

Por determinação do Ministério da Saúde, todas as crianças do Brasil de 6 a 11 meses devem receber um nova dose da vacina contra o sarampo. A chamada “dose zero” começará a ser aplicada nesta semana. A estratégia busca proteger esse grupo que é mais vulnerável ao vírus e tem mais risco de complicações causadas pela doenças. 

Ao completar 12 meses, essas crianças devem retornar ao posto de vacinação para começar o esquema vacinal.

A vacinação contra sarampo se inicia com 1 ano de idade e vai até 49 anos. Normalmente, no setor público a primeira dose é dada aos 12 meses de vida, com a versão tríplice viral, e a segunda, aos 15 meses, com a tetra viral. Pessoas de cinco a 29 anos não vacinadas ou que estejam com esquema incompleto devem receber a vacina tríplice viral.

Já para aqueles entre 30 e 49 anos, o Ministério da Saúde disponibiliza uma dose única. Pessoas acima de 49 anos só serão vacinados em casos em que não tenham recebido a vacina em outro período da vida ou se tiverem que se deslocar para as zonas de risco. Não há contra indicações para estes casos e a pessoa deve ir a Sala de Imunização para atualizar a caderneta de vacinação.

A injeção é contraindicada apenas para gestantes, pessoas com imunidade baixa – causada por alguma doença ou medicação –, crianças expostas ou infectadas pelo vírus HIV e pacientes com história de crise alérgica grave após aplicação de dose anterior.

Atenção! Vale lembrar que quem já esta vacinado não precisa receber a vacina novamente. Em caso de dúvida sobre a atualização de vacinas, procurar a Sala de Imunização.

SURTO DE SARAMPO SE ESPALHA NO BRASIL

19/08/2019

Desde a primeira semana de 2019, o Brasil registrou 1.388 casos confirmados de sarampo, sendo que 1.322 deles (95,2%) ocorreram no Rio de Janeiro, em São Paulo, na Bahia e no Paraná. Os dados são do Ministério da Saúde e foram divulgados no dia 14 de agosto. Atualmente, 11 estados estão com surto ativo da doença.

Até data de divulgação, no dia 14, o Estado de São Paulo já havia confirmado 967 casos da doença, dos quais 778 foram registrados na capital paulista.

De acordo com a pasta estadual, 13,6% de todos os casos tiveram como vítimas menores de 1 ano. Ao todo, 39 cidades paulistanas estão sob alerta, entre elas, Atibaia e Piracaia, cidades que já registraram casos e são próximas de Extrema.

Confira a lista das cidades com surto da doença em São Paulo: Aspasia, Atibaia, Barueri, Caçapava, Caieiras, Campinas, Capela Do Alto, Carapicuíba, Diadema, Embu, Fernandópolis, Franca, Francisco Morato, Franco Da Rocha, Guarulhos, Hortolândia, Indaiatuba, Itapetininga, Itaquaquecetuba, Itu, Jales, Jose Bonifácio, Jundiaí, Mairiporã, Marília, Mauá, Mogi Das Cruzes, Osasco, Pindamonhangaba, Piracaia, Poá, Praia Grande, Ribeirão Pires, Ribeirão Preto, Rio Grande Da Serra, Santo André, Santos, São Bernardo Do Campo, São Caetano Do Sul, São Jose Do Rio Preto, São Jose Dos Campos, São Paulo, Sertãozinho, Sorocaba, Sumaré, Taboão Da Serra, Taubaté, Valinhos e Votorantim.

No Rio de Janeiro as cidades são Nilópolis e Paraty. Já na Bahia, Salvador; e no Paraná,Campina Grande do Sul.

Você sabe o que é o sarampo? Descubra, clique aqui.