• Home
  • /
  • Notícias
  • /
  • Setembro Amarelo: Secretaria de Saúde apoia a causa da valorização da vida e do combate ao suicídio em Extrema

Setembro Amarelo: Secretaria de Saúde apoia a causa da valorização da vida e do combate ao suicídio em Extrema

10/09/2021

O tema desta 6ª edição no Brasil é ‘Criando esperança por meio da ação’ e o alerta é dirigido aos amigos e familiares das pessoas que sofrem com depressão

O nono mês do ano oferece diversas causas a serem apoiadas, tais como a prevenção do câncer de intestino, na qual a secretaria de saúde de Extrema já manifestou apoio, a campanha de doação de órgãos, a conscientização e prevenção das doenças cardiovasculares, os cuidados com a Saúde da Pessoa Idosa e a atenção aos sinais do suicídio, campanha esta que divide preocupação principalmente no marco do dia 10 de setembro: Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.

Ações internas, em prol do combate ao suicídio, serão trabalhadas em Extrema durante todo o mês de setembro, a fim de conscientizar a população sobre o assunto e ajudar aqueles que sofrem com a depressão. O tema – Criando esperança por meio da ação – será frisado para que haja uma maneira correta de salvar as pessoas que demonstram interesse no autoextermínio.

A comunidade será orientada sobre a “Valorização da vida” através dos psicólogos, enfermeiros e Agentes Comunitários de Saúde. Os interessados no acompanhamento familiar deverão ir até a Unidade mais próxima para ter um primeiro contato e àqueles que quiserem passar por um psicólogo gratuito deverão agendar um horário específico de forma presencial nas ESFs.

Estudos internacionais demonstram que a pandemia ampliou os fatores de risco associados ao suicídio, devido à perda de emprego, traumas, abusos sexuais e transtornos mentais. Dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2021 apontaram que em 2020 o número de suicídios no Brasil foi de 12.895 mortes, um crescimento de 0,4% em relação ao ano de 2019.

Todo paciente deve buscar orientações nas ESFs, já que nelas é oferecida total assistência à saúde da população: “A essência da APS (Atenção Primária à Saúde) é o cuidado e o olhar integral à saúde da família em todo e contexto de prevenção e promoção à saúde, seja assistencial, nutricional, fisioterapêutica, psicológica, fonoaudiológica, avaliação e atividade física, médica, com exames clínicos, exames de rotina, entre outras orientações e condutas perante a condição de saúde de cada paciente e família”, ressalta a coordenadora do NASF.