Secretaria de Saúde

Prefeitura Municipal custeou mais de 3 mil cirurgias em Extrema

03/03/2020

Nunca se fez tanto pela saúde da população de Extrema. Enfrentar fila e ter que esperar por procedimento médico é algo que se tornou comum em diversos cenários da rede pública de saúde em todo o Brasil. Para mudar a situação, a Prefeitura Municipal através da Secretaria de Saúde criou o programa Fila Zero com o objetivo atender a alta demanda por cirurgias e exames que havia no município.

Em 3 anos de implantação do programa, mais de 3 mil cirurgias foram realizadas, um investimento de mais de R$ 6,3 milhões. Além das novas solicitações e exames, os mais de mil pacientes que aguardavam na fila de espera por procedimentos médicos no Pronto Socorro Municipal em 2017 foram atendidos.

A iniciativa só foi possível através da parceria com a Câmara de Vereadores, a qual auxilia na aprovação de lei que reverte dinheiro público para custeio dos tratamentos. Após todo o processo jurídico ser aprovado, o paciente é encaminhado para cirurgia dentro de 20 dias.

Apenas na ortopedia mais de 550 pacientes foram beneficiados, e na oftalmologia, 576 pacientes saíram da fila de espera. O número de pessoas que esperavam por uma ressonância também cresceu muito: em 2016 foram realizados 209 exames e, em 2019, foram 1.108 exames; assim como também aumentou o número de procedimentos de ultrassonografia que, de 2.465 beneficiados em 2016, passou para 10.605 em 2019.

Uma verdadeira transformação na oferta de saúde para a população extremense. Mas não para por aí!

Na atenção primária a cidade vai receber mais 6 modernas Unidades de Saúde nos bairros Matão, Furnas, Forjos, Salto e Vila Rica, e uma no bairro Juncal que está em fase de licitação. Além disso, em breve entrará em operação o Hospital Municipal Dr. Roberto de Cunto, fazendo de Extrema a primeira entre mais de 100 cidades do Sul de Minas a oferecer tratamento hospitalar, proporcionando qualidade de vida para toda população.