Secretaria de Saúde

População deve reforçar cuidados contra o mosquito Aedes aegypti no período chuvoso

29/11/2018

Com a chegada do período chuvoso, o Ministério da saúde convoca a população brasileira a continuar, de forma permanente, com a mobilização nacional pelo combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, doenças que podem provocar outras enfermidades, como microcefalia e Guillain-Barré.

A Prefeitura de Extrema também estará mais atenta ao problema, identificando as ações de combate ao Aedes. Neste sábado, 1º de dezembro, o Centro de Zoonoses e Endemias realiza uma campanha de combate à dengue no centro de Extrema, com a finalidade de atingir maior número de visitas domiciliares em casas que durante a semana encontram-se fechadas.

O período do verão é o mais propício à proliferação do mosquito Aedes aegypti, por causa das chuvas, e, consequentemente, é a época de maior risco de infecção por essas doenças. No entanto, a recomendação é adotar os cuidados de forma contínua e manter todas as posturas possíveis em ação para prevenir focos em qualquer época do ano.

Dentro da sua casa ou no seu ambiente de trabalho, reserve um momento da semana para verificar se não há possíveis focos do mosquito. Use como base o checklist abaixo. Você pode imprimi-lo e colocá-lo em um local visível para todos. Mobilize a sua família e os seus colegas de trabalho.

Quando o foco do mosquito é detectado e não pode ser eliminado pelos moradores ou pela população, como em terrenos baldios ou lixos acumulados na rua, a Secretaria Municipal de Saúde deve ser acionada para remover os possíveis focos e criadouros. Faça sua parte!

Cartaz Checklist Dengue