• Home
  • /
  • Notícias
  • /
  • Outubro Rosa Pet: Câncer de mama também acomete cães e gatos e merece a atenção dos tutores

Outubro Rosa Pet: Câncer de mama também acomete cães e gatos e merece a atenção dos tutores

13/10/2022

Compartilhe:

Essa é uma doença que precisa de cuidados e, principalmente, de um diagnóstico precoce a fim de tratar o problema o quanto antes

O câncer de mama se tornou uma temática muito debatida depois da grande evidência que teve com o surgimento da campanha do Outubro Rosa. A facilidade com que as mídias sociais atingem, angariou maior atenção da população quanto aos cuidados precoces que se devem ter, a fim de tratar o problema antes que ele apareça. O que muita gente não sabe é que o câncer de mama não é uma doença exclusivamente dos humanos, ela também pode atingir os animais. 

Segundo dados divulgados pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), o câncer de mama atinge de 45% a 50% das fêmeas caninas e 30% das gatas, sendo que 20% dos casos são diagnosticados tardiamente. Dados apontam ainda que aproximadamente 70% dos tumores em cadelas são malignos, com grande probabilidade de progressão agressiva ou metastática e nas gatas o número é ainda maior, com 90%.

Os sintomas da doença variam entre apatia, vômitos, febre ou mudança no apetite, crescimento de um nódulo na região mamária, região das mamas avermelhadas, inchadas, dilatadas, com secreção e/ou odor desagradável.

A causa do câncer de mama é multifatorial e a não castração é o principal fator que pode levar os pets a desenvolverem câncer de mama, mas não é o único. Injeções e comprimidos anticoncepcionais, gravidez psicológica, idade avançada, fatores genéticos e até obesidade podem facilitar o aparecimento da doença.

Existem algumas orientações quanto à prevenção dessa doença que o Centro de Controle de Zoonoses quis destacar aos tutores:

  • Evite administrar anticoncepcional ao pet;
  • Apalpe e acaricie o animal frequentemente para identificar nódulos;
  • Procure castrar o seu animal, pois a ação é considerada o procedimento mais preventivo;
  • Observe todos os sinais clínicos que seu pet possa demonstrar, tais como: sangramento, apatia, emagrecimento, etc.

Estudos mostram que com a castração em cadelas até o primeiro cio há 99% de chance de evitar o câncer de mama e, até o terceiro, essa prevenção é de 85%. Já nas gatas, se forem castradas até os seis meses é possível reduzir em até 90% a incidência de tumores.

A Prefeitura Municipal de Extrema realiza o trabalho de castração de forma gratuita e os interessados podem levar seus pets no Centro de Controle de Zoonoses, localizado na Rua Presidente Kennedy, 355. Para mais informações, ligue para o telefone (35) 3435-3438.