Secretaria de Saúde

O uso de máscara caseira pode auxiliar na prevenção da disseminação do COVID-19

05/04/2020

Em meio à pandemia do Coronavírus, medidas de prevenção tem mostrado eficácia para evitar o contágio e disseminação do vírus. Além da principal ação que é o isolamento social, a Organização Mundial da Saúde (OMS) estuda estratégias sobre o uso comunitário da máscara como uma forma de diminuir o número de infecções por Covid-19.

Antes, o uso da máscara era recomendado aos profissionais da saúde ou pessoas que tem contato direto com um infectado. Como em alguns casos não é possível fazer distanciamento físico, o uso de qualquer tipo de máscara, mesmo as feitas em domicílio, associada à lavagem de mãos e medidas de prevenção comunitária (etiqueta de tosse, distanciamento, restrição e isolamento social) podem aumentar a proteção da população em geral contra a COVID-19.

Sabe-se que o vírus é transmitido por gotículas e contato de uma pessoa infectada para com a outra e a utilização da máscara auxiliaria como mais uma forma de prevenção levando em conta casos de pessoas que podem estar com o vírus, mas apresentam poucos sintomas ou nenhum.

Diante disso e levando em consideração a escassez mundial de máscaras cirúrgicas N95/PFF2, é pedido à população que não utilize esse tipo de máscara, garantindo a continuidade do trabalho dos profissionais de saúde. Outra situação de uso de máscara cirúrgica seria para contatos próximos/domiciliares de pessoas com suspeita ou confirmação de COVID-19, e pessoas com qualquer sintoma respiratório (mesmo que não sejam suspeitas de COVID-19) que em situações de urgência ou necessidade precisem sair do isolamento domiciliar.

Para o resto da POPULAÇÃO, independente se pertencem a algum grupo com fator de risco (pessoas acimas de 60 anos, com hipertensão, diabetes, doenças cardiovasculares, doenças respiratórias crônicas como asma, DPOC e imunodeprimidos) para complicações da COVID-19, DEVEM-SE UTILIZAR MÁSCARAS DOMÉSTICAS quando estiverem em contato com outras pessoas. As pessoas podem confeccionar suas próprias máscaras ou adquiri-las.

Que tecido devo usar?

Os tecidos recomendados para a utilização como máscaras são, em ordem decrescente de capacidade de filtragem de partículas virais:

– Tecido de saco aspirador.

– Cotton (composto de poliéster 55% e algodão 45%)

– Tecido de algodão (como camisetas 100% algodão)

– Fronhas de tecido antimicrobiano.

Como utilizar a máscara doméstica?

As máscaras domésticas são de uso estritamente pessoal, não devendo ser compartilhada em hipótese alguma.

Deve-se coloca-las com cuidado a fim de cobrir a boca e o nariz, bem como amarrá-las com segurança para minimizar possíveis espaços entre o rosto e a máscara.

A pessoa em uso de máscara deve evitar tocá-la, assim como o rosto como um todo.

A máscara deve ser trocada após 2 horas de uso ou quando umedecem.

Retire a máscara desatando o nó da parte traseira ou o elástico lateral. Não se deve tocar na parte da frente.

Como faço para limpá-la?

Para a higienização: deixar a máscara imersa em solução com água sanitária com diluição de 1 parte de água sanitária para 50 partes de água, exemplo: 10 ml de água sanitária para 500 ml de água. Deixar de molho por 30 minutos. Antes de reutilizá-la, deixar secar bem, Após lavar a máscara, a pessoa deve higienizar as mãos com água e sabão.

ATENÇÃO

Vale lembrar que somente o uso de máscaras sem outras medidas preventivas não impede a transmissão e infecção da COVID-19. Por isso, a pessoa deve sempre higienizar e fazer a lavagem das mãos, obedecer a etiqueta da tosse e manter medidas de distanciamento social.