• Home
  • /
  • Notícias
  • /
  • Novembro Azul: Câncer de próstata também acomete animais e por isso a Prefeitura levanta a bandeira da prevenção pet

Novembro Azul: Câncer de próstata também acomete animais e por isso a Prefeitura levanta a bandeira da prevenção pet

16/11/2022

Compartilhe:

Essa versão da campanha quer chamar a atenção dos tutores para a importância dos exames em cães e gatos machos, especialmente nos animais de meia-idade e idosos

Novembro Azul é uma das campanhas mais abordadas entre tantas outras que são veiculadas no penúltimo mês do ano, contudo a temática da prevenção do câncer de próstata não atinge somente os humanos, como também os cães e gatos machos. Mediante esta informação, os cuidados também se restringem aos pets que na maioria das vezes são diagnosticados com a doença tardiamente, em razão da enfermidade ser silenciosa.

Apesar de a incidência ser baixa em pets, o câncer de próstata pode ser agressivo e evoluir rapidamente para metástases. Segundo dados do Conselho Regional de Medicina Veterinária de São Paulo (CRMV-SP), a incidência de câncer de próstata em cães com mais de sete anos de idade é de aproximadamente 4%. Para gatos esse percentual é menor.

Com o intuito de não deixar com que os índices aumentem e a incidência da doença aflija mais animais, o Centro de Controle de Zoonoses quer voltar à atenção aos tutores extremenses e conscientizá-los quanto aos cuidados redobrados que se deve ter com os bichinhos de estimação, especialmente com os animais de meia-idade e mais idosos.

Sintomas

O primeiro cuidado a se ter com os pets é reconhecer se há algum sintoma incomum, tais como:

  • Desconforto ao urinar ou presença de sangue na urina;
  • Tenesmo (esforço de defecação sem sucesso);
  • Dificuldade para andar;
  • Perda de peso;
  • Perda de apetite;
  • Corrimento uretral.

Caso o tutor perceba algum desses indícios é entendível que o animal possa estar sofrendo com o câncer de próstata, por isso é necessário que em primeiro momento seja consultado um médico-veterinário, pois quanto mais cedo houver um diagnóstico, maiores são as chances de sucesso no tratamento da doença. O diagnóstico pode ser realizado através do exame de sangue, de urina, palpação retal, biópsia (citológico e histológico), radiografia ou ultrassom.

Tratamento

O tratamento para o câncer de próstata consiste na remoção da glândula, uma cirurgia delicada e em alguns casos é utilizada a radioterapia ou a quimioterapia para realizar um controle local da doença.

A castração é considerada o método mais efetivo da prevenção desse câncer. O ideal é que cães e gatos sejam castrados por volta de 1 ano de idade, já os caninos de grande porte podem realizar o procedimento perto dos 18 meses de vida.

A equipe do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) espera contribuir com a causa através da disponibilidade gratuita da castração, que minimiza diversas doenças, assim como o câncer de próstata. Agende um horário para castrar o seu animal através do telefone: 3435-3438 ou se preferir vá até a unidade que está localizada na Rua Presidente Kennedy, 355. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira das 8h às 17h.