Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão

Lote sujo: um problema de todos

10/02/2021

Cidadania e responsabilidade são valores indispensáveis para uma sociedade próspera e o bem-estar coletivo. Os lotes sujos na zona urbana são exemplos de problemas causados por alguns indivíduos e que atingem todos. Vizinhos sofrem com o surgimento e acúmulo de ratos, baratas, cobras, escorpiões e outros animais peçonhentos.

Além disso, nesta época de chuvas, é comum o mato crescer muito rápido, escondendo  perigos como entulhos, potes, pneus e outros materiais que podem acumular água parada e se tornarem criadouros do mosquito Aedes aegypti, que transmite doenças graves como dengue, zika, chikungunya e febre amarela. Por esse motivo, a Prefeitura de Extrema reforça aos proprietários de lotes e terrenos a importância de manterem sua propriedade limpa e, assim, protegerem a saúde e o bem-estar de sua comunidade.

A falta de limpeza em lotes e terrenos costuma ser uma das principais causas de notificação de infração e punição dos responsáveis. A Prefeitura de Extrema orienta os proprietários a manterem seus lotes limpos antes de serem notificados, pois após a notificação, o local precisa ser limpo em até 07 (sete) dias; se transcorrido esse prazo, o dono será multado e a Prefeitura executará o trabalho de roçada do lote.

Em Extrema, o valor da multa é de R$ 624,00, e, além disso, é cobrado adicionalmente R$ 3,12 por cada metro quadrado de área de lote roçada pela Prefeitura. Em um terreno de 300 m², por exemplo, o valor desembolsado pelo infrator atingiria a cifra de R$ 1.560,00, sendo R$ 936 apenas pela roçada, mais R$ 624,00 do preço fixo da multa. O melhor é evitar.

Vale lembrar os proprietários de lotes de que são proibidas as práticas de capina química (“mata-mato”/herbicida) e queimada (que podem provocar incêndios). Para limpar o terreno corretamente, é possível contratar uma empresa ou profissional especializado, ou ainda fazer por conta própria utilizando ferramentas como enxada, foice, roçadeira elétrica, rastelo e carrinho de mão, sem esquecer-se dos equipamentos de proteção individual, como perneira, botas ou sapatos fechados e luvas grossas.

Caso você saiba de algum lote sujo – com presença de lixo e/ou capim alto – denuncie esse risco para a Prefeitura de Extrema através do e-mail: lotesujo@extrema.mg.gov.br. Na denúncia, informe o endereço correto do terreno, um ponto de referência e, se possível, uma foto do local para averiguação do fiscal.