• Home
  • /
  • Notícias
  • /
  • Janeiro Roxo: Prefeitura reforça ações de conscientização para o enfrentamento da hanseníase

Janeiro Roxo: Prefeitura reforça ações de conscientização para o enfrentamento da hanseníase

09/01/2024

Compartilhe:

Dois setores da Secretaria de Saúde realizarão ações de combate à hanseníase em Extrema, através dos serviços do SAE/CTA e da Atenção Primária à Saúde (APS)

É comum a cada início de um novo ano montar um planejamento anual e promover mudanças pessoais, a partir das perspectivas de cada ser, atentando quanto as novas propostas e metas que serão cumpridas. E para começar 2024, a Prefeitura de Extrema já empenhou suas prioridades e iniciou uma nova campanha, voltada para ações de conscientização do ‘Janeiro Roxo’, que trata sobre cuidados, prevenção e tratamento da hanseníase, doença infecciosa transmitida pela bactéria mycobacterium leprae.

Conhecida também como lepra, a hanseníase é uma doença que afeta a pele e os nervos periféricos, como mãos e pés. Os sinais da hanseníase incluem manchas de diversas tonalidades, com perda ou alteração de sensibilidade para calor, dor ou tato; diminuição dos pelos e do suor; sensações de formigamento, fisgadas e caroços no corpo. A transmissão ocorre pelas vias respiratórias ou durante o convívio prolongado com o doente sem tratamento.

Embora curável, a doença aparece de maneira endêmica em diversas regiões do mundo, inclusive no Brasil e o diagnóstico é realizado por meio de exames físicos dermatológicos e neurológicos, permitindo a identificação de lesões cutâneas, áreas com alterações de sensibilidade e comprometimento de nervos periféricos. O tratamento, baseado em antibióticos específicos, é eficaz e pode interromper a progressão da doença, reduzindo os riscos de incapacidades físicas.

Em Extrema, as ações serão subdivididas entre dois setores da Secretaria de Saúde, no qual a Atenção Primária à Saúde (APS) desempenhará hiperdias entre os dias 9 e 25 de janeiro, com foco ao combate do câncer de pele e o SAE/CTA promoverá palestras sobre a hanseníase, a fim de esclarecer e alertar a sociedade sobre o combate à doença, que mesmo após anos persiste como um desafio de saúde pública no Brasil.

A equipe do SAE/CTA realizará duas abordagens distintas, sendo ministrada uma palestra no dia 18/01 para colaboradores da empresa Soft Film e uma segunda ação que será realizada na Sala de Espera do ESF Mantiqueira no dia 23/01, a partir das 9h.

Quanto as demais ações de combate à hanseníase, as ESF’s serão a porta de entrada dos atendimentos iniciais à população, os quais fornecerão as consultas gratuitas e se caso houver qualquer identificação da doença, o paciente será encaminhado ao CTA para realizar testes mais específicos. Examine sua pele, veja se há dormência nas mãos, pés, olhos e nas regiões das manchas e caso observe alguma alteração, procure rapidamente a Unidade de Saúde mais próxima e faça o diagnóstico precoce gratuitamente, pois a doença tem cura. Lembrando que as pessoas que convivem com a doença não precisam mudar seus hábitos, basta apenas realizar os exames para monitorar as lesões.