• Home
  • /
  • Notícias
  • /
  • Extrema promove campanha de prevenção de verminoses e alerta população quanto aos agravos causados pelos vermes

Extrema promove campanha de prevenção de verminoses e alerta população quanto aos agravos causados pelos vermes

09/03/2022

As verminoses em cães e gatos estão entre as principais doenças que precisam ser combatidas por tutores e médicos veterinários

O Centro de Controle de Zoonoses, sempre em alerta e preocupada com a saúde dos animais, lança uma nova campanha de prevenção e desta vez, a equipe decidiu destacar a importância da vermifugação periódica em cães e gatos.

O aparecimento de vermes acontece por meio da transmissão por terra ou água contaminada e assim que ingeridos pelos pets, os parasitas se alojam no intestino, nos rins, fígado e no coração.

Sintomas

Os sintomas dependem de fatores como idade do animal, tipo de parasita e grau de contaminação, sendo que as principais manifestações são: fezes com sangue; fezes com consistência pastosa e cheiro forte; perda de peso; fraqueza e falta de apetite.

Se não identificado com rapidez e eficiência, a doença pode trazer sérias consequências para a saúde dos animais de estimação. Em casos mais graves é possível levar o animal à óbito.

Tratamento

É recomendado desverminar os animais regularmente, cerca de duas vezes ao ano e isso acontece logo após o nascimento.

A primeira dose ocorre com 30 dias de vida do animal, repetindo –se com 15 dias após a 1° dose, obtendo maior segurança no tratamento. A importância também se da à realização antes de iniciar o protocolo vacinal.

É importante consultar um médico veterinário para que ele avalie o animal, indique a dose correta e a frequência de administração do remédio e informe sobre importância dos cuidados básicos para os pets.

Os cuidados necessários como Vermifugação, Vacinação e Castração são tomados pelo Centro de Controle de Zoonoses nos animais por eles doados, tendo então assistência por um período de 6 meses.

Para mais informações, entre em contato com o Centro de Controle de Zoonoses pelo telefone: (35) 3435-3438.