Secretaria de Educação

Extrema mantém início do ano letivo em 4 de fevereiro

21/01/2019

Enquanto cerca de 350 municípios mineiros decidiram alterar o início do ano letivo para depois do Carnaval, devido à crise ocasionada pela falta de repasses por parte do Governo Estadual, Extrema mantém o calendário previsto anteriormente. Com isso, o início das aulas na rede municipal de ensino está mantido para o dia 4 de fevereiro.

A manutenção da data é mais adequada para cumprir a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), que determina que as escolas devam cumprir pelo menos 200 dias letivos anuais. Se o início das aulas fosse adiado, é provável que os professores teriam que trabalhar aos sábados, haveria diminuição do recesso escolar no meio do ano e o prolongamento do calendário no final do ano.

Para evitar esse risco, a Secretaria de Educação entendeu por bem manter a data de início, tanto para os seis Centros de Educação Infantil Municipal (CEIMs), quanto para as nove escolas de ensino fundamental e duas escolas de ensino fundamental em tempo integral. Com um orçamento próximo dos R$ 70 milhões para o ano de 2019, a Secretaria de Educação atende hoje aproximadamente 7.000 alunos.

Qualidade da educação

A qualidade da educação é um dos destaques de Extrema, que ultrapassou as metas estabelecidas para o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) nos anos iniciais (1º ao 5º ano) e finais (6º ao 9º ano) do ensino fundamental em 2017.

Outro destaque é a frota escolar, composta por 60 veículos e que foi renovada em 2018. São veículos novos que garantem segurança e conforto a todos os alunos da rede municipal de ensino, bem como aos alunos universitários que utilizam o transporte escolar para estudarem nas cidades vizinhas Bragança, Itatiba e Atibaia.

A merenda escolar também é motivo de orgulho em todos os cantos da cidade e se consolidou como referência em toda a região. Com investimentos previstos na ordem de R$ 2 milhões em 2019, as crianças chegam a ter cinco refeições diárias, de acordo com as diferentes modalidades de ensino, com cardápio variado de carnes, frutas, legumes e verduras, em consonância com o que preconiza o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

A Secretaria de Educação ainda conta com um Centro de Distribuição de mais de 2.000 metros quadrados, responsável por abastecer todas as unidades escolares, garantir a fabricação dos uniformes escolares e a manutenção de todo o mobiliário escolar.

A demanda por vagas em creches, uma das necessidades mais importantes da população de Extrema, vem sendo atendida pela Prefeitura, que entregará, ainda no primeiro semestre de 2019, o Centro de Educação Infantil Municipal (CEIM) do Tenentes. O espaço tem capacidade para receber até 300 crianças, num investimento na ordem de R$ 3 milhões. Em dezembro, foram iniciadas as obras do CEIM da Vila Esperança, que será o maior e mais moderno de toda a rede. O prédio será construído em modelo sustentável, ao custo estimado de R$ 4,7 milhões. O Bairro Vila Rica também vai ganhar um CEIM, com capacidade para 250 crianças. As obras devem começar ainda no primeiro semestre de 2019, sendo o primeiro CEIM construído no modelo pré-moldado.

CEIM do Tenentes será entregue ainda no primeiro semestre de 2019