• Home
  • /
  • Notícias
  • /
  • Equipe do CAPS e pacientes saem às ruas para apoiar um manifesto nacional pela Luta Antimanicomial

Equipe do CAPS e pacientes saem às ruas para apoiar um manifesto nacional pela Luta Antimanicomial

18/05/2022

A passeata teve por objetivo expressar para a sociedade a luta pelos direitos das pessoas com sofrimento mental, sem a utilização do modelo manicomial

Na tarde desta última quarta-feira (18), pôde se ouvir gritos ecoarem nas ruas próximas ao Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), com os seguintes dizeres: “Eu sou do CAPS, eu sou legal. Sou da luta antimanicomial”; “Nem um passo atrás, manicômio nunca mais”. Essas frases de efeitos, ditas durante uma passeata do CAPS tinham por base a comemoração do Dia Nacional da Luta Antimanicomial.

A data do dia 18 de maio se manifesta contra o modelo manicomial, característico padrão de atendimento psiquiátrico utilizado até o início de 1980 e, diante da recusa deste ultrapassado método, a equipe e os pacientes do CAPS de Extrema saíram às ruas para manifestar por uma sociedade sem manicômios.

Segundo o psicólogo Diego Vinicius: “O CAPS se configura como um serviço aberto e comunitário do Sistema Único de Saúde (SUS) para atendimento de pessoas com sofrimento mental e adere 100% à Luta Antimanicomial”.

O objetivo da ação foi alertar a população sobre a atenção que se deve oferecer aos pacientes, humanizando o tratamento e articulando com a rede para que haja inserção no território.