Secretaria de Cultura

Dia Nacional do Patrimônio Cultural: comemoração da data se estende à recém conquista histórica de Extrema no ranking do ICMS Cultural

17/08/2021

O município consolidou 14,48 pontos referentes às ações de prevenção e manutenção dos bens culturais em 2020 e a pontuação foi a maior já registrada desde a criação do (Compace) em 2013, subindo 3,27 na tabela desde o ano passado

Há exatos 23 anos, o país marcava a data de 17 de agosto como o Dia Nacional do Patrimônio Cultural, a fim de valorizar, promover e preservar o Patrimônio Cultural Brasileiro. Em meio a esta valorização que abrange todo o país, concentramos os holofotes ao trabalho desenvolvido pelo Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural de Extrema (Compace), que planejou diversas ações de proteção, conservação e promoção dos bens culturais no ano de 2020, alcançando a maior pontuação do município no ranking geral do ICMS Cultural.

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional de Minas Gerais (Iphan-MG), responsável pela proteção e preservação dos bens culturais nacionais, divulgou no dia 20 de julho o índice definitivo dos municípios mineiros que mais pontuaram. Extrema alcançou 14,48 pontos e se consolidou em 83º lugar no ranking, concorrendo com outros 822 municípios do Estado de Minas Gerais.

Um repasse financeiro será revertido ao município em 2022 e será depositado na conta; FUMPAC – Fundo Municipal do Patrimônio Cultural, a fim de manter as ações de preservação e manutenção dos 228 bens inventariados e dos 7 bens tombados que são acompanhados pelo Compace, sendo: o Prédio da Antiga Prefeitura – CREARTE; a Coleção Via sacra de Alfredo Mucci – um bem móvel da Igreja Matriz; a Trilha do pinheirinho – Serra do Lopo; a Escola Estadual Odete Valadares;  a Capela de Nossa Senhora da Imaculada Conceição – Godoi; Mirante da Caixa D’água e a Capela Nossa Senhora da Conceição Aparecida.

Extrema a cada ano cresce no quesito de desenvolvimento da política de preservação do patrimônio cultural local e a comprovação deste fato vem através dos recentes números apontados na matéria. Por esta e outras razão que não devemos deixar de comemorar o Dia Nacional do Patrimônio Cultural, já que as gerações futuras precisam ainda ter acesso a estas memórias e estes bens culturais que norteiam as origens do povo brasileiro.

Viva o Patrimônio Cultural de Extrema. Viva o Patrimônio Histórico do Brasil!