• Home
  • /
  • Notícias
  • /
  • Centro de Controle de Zoonoses intensifica campanha pet voltado para os cuidados aos animais mais idosos

Centro de Controle de Zoonoses intensifica campanha pet voltado para os cuidados aos animais mais idosos

11/02/2022

A campanha requer chamar a atenção da população que possui pet em casa para conscientizar e ajudar na prevenção de doenças incuráveis dos animais de estimação

No segundo mês do ano o calendário pet do Centro de Controle de Zoonoses concentra sua atenção para os cuidados da saúde daqueles animais mais idosos que sofrem com a passagem do envelhecimento, além de intensificar sobre as doenças neurodegenerativas (doenças que atacam o sistema nervoso).

Assim como os humanos, os animais enfrentam problemas relacionados ao envelhecimento e essa fase requer uma atenção redobrada dos tutores, já que em muitos casos a relação com os animais domésticos fica comprometida em razão das alterações fisiológicas e comportamentais, tendo o tutor a responsabilidade de algumas funções, tais como levantar a tigela de comida, forrar o piso com tapetes antiderrapantes, instalar rampas e luzes noturnas e medicar os animaizinhos durante o dia e a noite.

O envelhecimento não é um processo patológico, mas sim um processo natural e progressivo dos estágios da vida, desde a concepção até o desenvolvimento e isso precisa ter aplicação prática na rotina veterinária. Claro que as doenças neurodegenerativas surgem e acabam comprometendo a saúde destes animais, afetando a função cerebral e levando o animal ao esquecimento.

A disfunção tende a ser perceptível e os animais apresentam os seguintes sinais:

  • Mudanças bruscas de comportamento;
  • Ansiedade/ Inquietação;
  • Desorientação: o pet fica confuso em ambientes familiares;
  • Não reconhece pessoas familiares;
  • Vocalização excessiva, especialmente à noite;
  • Esquece-se dos comandos básicos e treinamentos que seguiu a vida toda;
  • Faz as necessidades em locais inadequados;
  • Aparição de novos medos e fobias;
  • Intolerância a brincadeiras e atividades, em geral.

As alterações comportamentais estão entre os sinais mais precoces nos cães, por isso fique atento às mudanças e acione o médico veterinário de sua confiança para tratá-lo e diagnosticá-lo.

Infelizmente, com a aparição destes sinais, muitos tutores não sabem como lidar com a situação e acabam abandonando o seu pet em locais públicos ou distantes de casa, despachando um chamado “fardo” para o órgão municipal resolver ou uma pessoa de bom coração acolher. Essa situação é muito presente em Extrema, já que o Canil Municipal de Extrema acolhe muitos cachorros e gatos mais idosos e que precisam de cuidados especiais. Ajude-nos a proporcionar um novo lar e uma nova vida digna para estes animais e adote um pet para fazer parte do seu ciclo familiar. Para mais informações, entre em contato pelo telefone: (35) 3435-3438.

Lembrando que o abandono ou os maus tratos aos animais é crime, segundo a Lei Federal nº 14.064/20, tendo pena de até 5 anos de prisão ao autor. Os animais não podem contar suas histórias de sofrimento, mas você pode, por isso ligue no 190 e denuncie os abusos e maus tratos aos cães e gatos, a equipe do Centro e Controle de Zoonoses estará sempre pronta para atender todos os casos.