Secretaria de Saúde

Campanha Saúde da Mulher visa prevenção ao câncer de colo de útero

27/02/2020

No mês de março é comemorado o Dia Internacional da Mulher, sendo um marco na luta do movimento revolucionário. Apesar de, em sua grande maioria, assumirem a função de cuidar dos outros e ainda assim fazer mais exames que os homens, na correria do dia a dia as mulheres podem acabar se esquecendo de cuidar da própria saúde. Pensando nestas mulheres, a Secretaria da Saúde de Extrema irá promover a campanha de Saúde da Mulher, com foco na prevenção ao câncer de colo do útero.

A ação contará com a realização de exames de papanicolau e atividades especiais voltadas para a saúde da mulher durante todo o mês de março e tem como objetivo a busca ativa de mulheres entre 25 a 64 anos de idade. Para participar, as mulheres devem procurar a Unidade de Saúde do seu bairro e verificar a programação.

Ao longo do ano passado, foram realizadas 1.675 mamografias através de atendimentos oferecidos pelo município. Nos últimos 3 anos, os mais de 10 mil exames de papanicolau feitos em Extrema auxiliaram mulheres nas consultas de rotinas e diagnósticos para encaminhamento de tratamentos. Somente através de visitas periódicas aos profissionais de saúde e exames específicos de rotina é que possibilita a identificação precoce de doenças e o alcance da cura.

A prevenção primária do câncer de colo do útero está relacionada à diminuição do risco de contágio pelo papiloma vírus humano (HPV). A transmissão do HPV ocorre, principalmente, por via sexual, mas pode ocorrer por qualquer contato direto com a pele ou mucosa infectada. Na maioria das vezes, a infecção não apresenta sintomas, mas, se o caso já estiver em estágio avançado, pode ocorrer sangramento vaginal e dor pélvica.

Para se prevenir, é importante utilizar preservativo em todas as relações sexuais, cuidar da sua higiene íntima e realizar exame preventivo do câncer do colo de útero, que é ofertado pelo SUS nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). O SUS também oferece a vacina que confere proteção para quatro tipos de HPV. Essa vacina está disponível para meninas na faixa etária de 9 a 14 anos, meninos de 11 a 14 anos e para homens e mulheres de 9 aos 26 anos vivendo com HIV. Vale lembrar que, mesmo com a vacina, o preservativo deve ser utilizado em todas as relações sexuais, pois existem outros tipos de HPV que não estão cobertos pela vacina.

Além disso, a saúde das mulheres necessitam de cuidados cotidianos, como alimentação saudável e prática regular de atividades que promovam o bem-estar.

Fora da campanha exames de mamografia e papanicolau são ofertadas nas unidades de saúde durante todo o ano, inclusive no horário do trabalhador. Para mais informações, compareça a unidade de saúde do seu bairro ou ligue para (35) 3435-6353.