• Home
  • /
  • Notícias
  • /
  • Agentes da Vigilância em Saúde intensificam ações da campanha de combate ao mosquito da dengue aos estudantes e moradores

Agentes da Vigilância em Saúde intensificam ações da campanha de combate ao mosquito da dengue aos estudantes e moradores

27/04/2022

Ações em escolas, comércios e nas ruas estão sendo desenvolvidas pelos agentes de endemias para orientar os extremenses na identificação dos focos e na prevenção do mosquito

Durante estas recentes transições do tempo e períodos chuvosos em Extrema, a Vigilância em Saúde, por meio dos agentes endêmicos, esteve em alerta quanto aos focos do mosquito em todo o município e por isso, ações efetivas de combate às arboviroses, como Dengue, Zika e Chikungunya, provocadas pela picada do mosquito Aedes Aegypti, estão sendo intensificadas ao longo dos últimos dias em pontos estratégicos da cidade, a fim de incentivar também uma mobilização por parte da população.

Inicialmente uma ação instantânea foi realizada nas escolas municipais, apresentando aos estudantes palestras educativas e dinâmicas para tratar a respeito do ciclo evolutivo do Aedes Aegypti e a maneira correta de eliminar os possíveis criadouros do mosquito.

Os agentes percorreram vários bairros do município neste mês de abril para fazer buscas em terrenos baldios, realizar vistorias em algumas residências, assim como eliminação de possíveis criadouros do mosquito. Durante as visitas, os agentes sempre orientam os moradores quanto aos cuidados com a higiene dos quintais, a limpeza da caixa d’água e a atenção quanto à exposição de garrafas, vasos de plantas e pneus em locais abertos, evitando com que haja proliferação do mosquito em água parada.

Os índices apresentaram um alarde em Extrema, já que somente nestes últimos 30 dias a Secretaria de Saúde notificou 16 focos do mosquito da dengue, sendo que no último dia 19 de abril foram identificados 5 novos casos em 24h.

Ao apresentar sintomas como febre alta, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dor muscular, cansaço, diarreia, coceira e manchas vermelhas no corpo, procure imediatamente uma Unidade de saúde mais próxima para tomar as devidas precauções e realizar o teste. Lembrando que não é recomendado se medicar sem a recomendação médica, pois há vários remédios que são contraindicados em casos de dengue.

Para denunciar locais que apresentam riscos para a população ou que não seguem as recomendações apresentados pelos agentes de endemias, ligue para a Vigilância em Saúde: (35) 3435-1894, pois se não levar a sério, a próxima vítima pode ser você.